sexta-feira, 3 de junho de 2011

É MENINO OU MENINA?


Como eu já disse aqui antes, saber o sexo é uma das ansiedades que rodeiam a mãe, durante, pelo menos, 16 semanas!
Assim que eu engravidei eu optei por não saber o sexo, mas logo, você é tomada por essa vontade, todo mundo quando olha pra barriga, quase que automaticamente dispara: - JÁ SABE O SEXO?
Ou então, encarnam a mãe diná e se apoiam em crendices. Se a barriga for pontuda, claro que é menino! E se for redonda, menina, né gente?
Se enjoou muito, é menina, se não, vem um menino por ai.

Eu, pra ser bem sincera, me divertia com essas crenças, e ainda tem uns testes virtuais pra descobrir o sexo, acreditam?
Comigo, tudo isso foi FAIL total!
Mas, como boa marinheira de viagem, claro, eu fiz todos os testes, ahahahah.
E sem vergonha, viu?

http://www.gestantes.net/teste-para-descobrir-o-sexo-do-seu-bebe/ nesse link, você responder a um questionário.
Nesse outro http://www.tuasaude.com/tabela-para-saber-o-sexo-do-bebe/ você se baseia numa tabela Chinesa, milenar! E pasmem, é super conhecida e utilizada!

MAS COM QUANTAS SEMANAS EU DESCUBRO O SEXO?

Ai, começa tuuudo de novo, a gente gera essa mania de querer se basear nas semanas de gestação das outras mamães, nessas horas esses sites que tem foruns acabam frustando a pessoa.

Mas, pesquisando e me informando com meu médico, descobri que...

• A partir de 8 semanas, com um caro exame de sexagem fetal.
O que é isso? R- exame de sangue que detecta o sexo do bebê já a partir da oitava semana de gravidez (e não precisa de pedido médico). ele detecta a presença ou não de células com cromossomo Y (masculino) no sangue da mãe. A vantagem, taxa de acerto de, mais ou menos, 99%; a desvantagem não é feito pela rede pública e nem coberto pelos convênios médicos, ou seja, você terá que pagar (e bem caro). No caso de mães esperando gemêos ou mais, o teste só consegue responder se há meninos ou não há meninos, portanto não é muito exato. Se o resultado for que não há meninos, você saberá que só espera meninas. Mas, no caso de haver meninos, não dá para saber se há meninas também ou não.

• A partir de 10 semanas, com um também caro exame de urina de farmácia.
Como assim? R - o problema do custo muito alto e de o produto poder não estar disponível em farmácias de todas as cidades. De acordo com o fabricante, o teste tem eficácia em torno de 90 por cento, pode ser feito a partir de 10 semanas e fica pronto em 10 minutos. O resultado não é confiável se a mulher estiver usando hormônios como a progesterona, e a eficácia também não é boa em caso de gêmeos ou mais.

E eu já li sobre esse teste e ele quase nunca acerta, então, dispense!

• A partir de 10 semanas, com exames genéticos e invasivos, que trazem certo risco ao bebê e só são recomendados se houver outros motivos

• A partir de 13 semanas, pelo ultrassom , dependendo da perícia do ultrassonografista, da qualidade do aparelho e da posição do bebê, e mesmo assim com chance de erro de no mínimo 10%
• A partir de 16 semanas, pelo ultrassom, com mais certeza, mas ainda dependendo da posição do bebê e da experiência do profissional (erros humanos acontecem)

E de acordo com o meu médico, a partir da 20 semana, com a ultra morfologica, essa sim é a recomendada pra tirar essa dúvida.

Bom, eu fiz a primeira ultra com intenção de ver o sexo com 16 semanas, e não consegui.
O bebê ficava de costas, fechava as pernas, uma luta e nada! Ai utilizando novamente as crendices, fechou as pernas, cruzou ou não deixou ver, é menina.
Eu acabei sendo afetada por essa crença e já sai de lá me sentindo mãe de uma menina, fato!
Fiz com 17 semanas e, a médica me informou que eu estava esperando uma MENINA (não é que a crença deu certo!), que claro, já tinha nome, Maria Cecília.
Eu não vou mentir, jurava que era um menino! Errei, né? Já chamava a barriga de "Zé" e tudo mais.
Mas agora, sabendo que é uma menina, nada que for da cor lilás, escapa aos meus olhos.
O pai, amou a idéia de ter mais uma menininha pra ele, vive todo besta com essa idéia, a gente planeja tudo, toda hora.

Claro que, o importante é ter saúde, o sentimento de ter um filho vai além do sexo do bebê, a gente ama tanto que um "pipiu" ou uma "pitoca" não vão mudar, aumentar ou diminuir a vontade de ter seu filho nos braços.

Maria Cecília, é muito amanda por todo mundo e isso é impressionante!
Digos, todo mundo meeesmo, da família aos amigos, até os meus clientes do trabalho, passam lá só pra perguntar dela, é uma coisa!

Agora, vou nessa! Pesquisar mais e mais e claro, alimentar a minha filhota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu e a Maria, vamos adorar um recadinho seu!